Tuesday, May 15, 2018

BRASILEIRO -- BENJAMIN FULFORD: 14:05:2018

14.05.2018  

A batalha pelo planeta Terra esquentou com grandes movimentos no Oriente Médio, Malásia, Indonésia, Europa, EUA e em outros lugares, como um confronto final entre os fanáticos sionistas que querem a Terceira Guerra Mundial e o resto da humanidade que deseja a paz mundial e amizade.
Nesta frente, a renúncia do Presidente dos EUA, Donald Trump, do acordo nuclear com o Irã, superficialmente, parece uma grande vitória dos Sionistas. No entanto, fontes do Pentágono dizem que: "A finalidade do jogo é forçar, tanto o Irã quanto Israel a desarmarem suas bombas, depois da Coréia do Norte e então, obter paz permanente no Oriente Médio".
O movimento de Trump sobre o acordo nuclear com o Irã, certamente desencadeou disputas públicas abertas entre o regime de Donald Trump e vários governos europeus. Assim, temos o presidente da Comissão Européia, Jean-Claude Juncker, dizendo que a UE deveria "substituir os Estados Unidos" ...
... enquanto a chanceler alemã, Angela Merkel, disse que a Europa não podia mais contar com a proteção militar dos EUA.
É claro que o presidente francês Emmanuel Macron e a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, também, denunciaram o movimento de Trump. Esta divisão clara e óbvia entre os EUA e a Europa é sem precedentes na era pós-guerra.
No entanto, fontes do Pentágono insistem que "Trump está se retirando do acordo com o Irã para derrubar corruptos da UE e dos EUA". Funcionários podem ter sido subornados, juntamente com empresas globalistas francesas, tais como: Airbus, Total, Renault e Peugeot, bem como empresas alemãs como a Siemens". Curiosamente, o chanceler iraniano Javad Zarif, corrobora o Pentágono ameaçando revelar os nomes de políticos Ocidentais que foram subornados, com relação ao acordo nuclear.
Fontes do Pentágono dizem que os principais políticos ocidentais envolvidos em subornos relacionados a este acordo incluem...O ex-presidente francês François Hollande, o atual presidente francês Macron, a alemã Merkel, o ex-Presidente dos EUA, Barack Obama e o ex-Secretário de Estado dos EUA, John Kerry. (Por outro lado, nos foi dito por fontes confiáveis ​​que Kerry não tem estado nesta terra, desde o final de 2016 e nós suspeitamos que os recentes vídeos dele em Teerã sejam filmagens recicladas).
De qualquer forma, o que é especialmente interessante sobre essa medida iraniana, é que ela demonstra sinais de coordenação, num nível muito profundo, entre o regime de Trump e o governo chinês. Seguindo o velho ditado "Siga o dinheiro", ou outro ainda mais antigo que diz "Qui bono" (Quem se beneficia?), observa-se que a maior parte dos europeus e chineses seriam os principais ganhadores com as novas sanções impostas ao Irã. Em particular, parece que a companhia petrolífera estatal chinesa CNPC (China National Petroleum Company) está prestes a assumir as enormes operações de gás da empresa francesa Total, também, no Irã.
Isso significa que os chineses se juntariam aos russos como grandes fornecedores de gás na Europa.
O momento, também, coincide com a abertura de grandes ligações (ferroviárias e de transporte) chinesas com o Irã, fornecendo ao Irã substitutos chineses para qualquer negócio europeu perdido (nos últimos anos, os americanos têm sido atores menores no Irã).
Por sua vez, os Sionistas agiram como Hitler, quando começou a Segunda Guerra Mundial, atacando a si mesmos e depois culpando outro país. Para ser mais exato, o regime satânico nazista do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu atacou as posições israelenses nas colinas de Golan, como uma desculpa para atacar os interesses iranianos na Síria, de acordo com fontes do Pentágono. Escusado será dizer que este último movimento criminoso falhou (mais uma vez) para iniciar uma 3ª Guerra Mundial, como desejado pelos fanáticos Sionistas.
É claro que todo o burburinho sobre o Irã chamou a atenção do mundo para longe dos eventos na Malásia que, provavelmente, serão ainda mais devastadores para os Sionistas belicosos. Lá, o ex-primeiro-ministro Mahathir Mohamad tomou o poder do peão sionista Najib Razak, numa eleição, na semana passada. Isso significa que uma seção ainda adormecida do mundo está prestes a descobrir o que aconteceu com o Voo 370 da Malaysia Air. Em outras palavras, teremos um líder mundial declarando que o avião foi levado para base militar dos os EUA, em Diego Garcia, depois, levado para Tel Aviv e, em seguida, voado para a Flórida e repintado como Voo 17 da Malaysian Air para, então voar para ameaçar líderes mundiais na Holanda, antes de ser explodido na Ucrânia, numa tentativa de manchar a Rússia. Este site em idioma malaio mostra que eles sabem exatamente o que aconteceu:
Então, é claro, tem o escândalo de desfalque de vários bilhões de dólares, envolvendo o fundo de desenvolvimento 1MDB da Malásia. O complexo escândalo envolve o Goldman Sachs, o UBS, o Deutsche Bank e o filme "O Lobo de Wall Street", entre muitos outros. Mahathir impediu que o primeiro-ministro Razak deixasse o país quando a investigação sobre esse escândalo foi reaberta. É interessante como a mídia corporativa sionista, de repente, deixou cair a história sobre a mudança na Malásia como uma batata quente, depois de acusar Mahathir de ser "anti-semita".
Os Sionistas, também, estiveram ocupados, bombardeando a Indonésia recentemente, de acordo com a CIA no Sudeste Asiático, que enviou o seguinte por e-mail:
"Os terroristas vieram para a Indonésia. Este é todo um evento de falsa bandeira criado para causar um grande confronto/guerra entre Cristãos e Muçulmanos. Sabíamos que isso iria acontecer, por estar ligado à tentativa da cabala sionista de assumir o controle da Indonésia (dividir para conquistar).”
"Isso é muito sério, Ben. A Indonésia é o país mais importante do Sudeste Asiático. O poder que controlar a Indonésia controlará a região".
Todo esse tumulto na região desviou a atenção de uma grande mudança no Japão, onde o governo efetuou uma reviravolta de 180 graus em sua recente postura antichinesa. Na semana passada, o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, efetuou uma turnê ao Japão, convidado pelo Primeiro-Ministro escravo, Shinzo Abe, ocasião em que os dois países assinaram uma série de acordos de cooperação. Mais importante ainda, em princípio, eles concordaram em reabrir um acordo de swap do iene japonês com o yuan chinês. Isso, naturalmente, ainda desfecha outro grande golpe no petrodólar.
Esta renovação de amizade foi possível, graças a uma mudança política dos EUA para com o Nordeste Asiático, como visto na próxima reunificação da Coréia, dizem fontes do Pentágono. A verdade de que Fukushima foi um crime de guerra Sionista e não um desastre natural, também, será revelada em breve, prometem as fontes.
Enquanto isso, nos Estados Unidos, fontes do Pentágono estão dizendo que o processo de remoção da máfia khazariana continua. Em particular, diz fonte do Pentágono que o defensor de Hillary Clinton, o Anti-Trump, Procurador Geral de Nova York, Eric Schneiderman, poderá ser processado por proteger a Fundação Clinton e o culto NXIVM, por tráfico e exploração sexual de crianças, juntamente com as  herdeiras Bronfman, Clara e Sara."
Fontes do Pentágono dizem que a remoção de Schneiderman, agora, tornou possível, para que "as investigações do FBI avancem, ainda mais, para derrubar a cabala e Democratas".
As fontes, também, dizem que mais militares estão sendo chamados para a ativa, para se prepararem para a limpeza contínua dos EUA. Como parte disso, eles dizem: "O Tenente-Coronel dos Marines, atuante no episódio Irã-Contra, Oliver North, agora é o presidente da NRA, para defender o direito de porte de armas".
Se os militares dos EUA estão falando sério sobre a limpeza do país,  terão que dar uma olhada mais de perto em Donald Trump. Fontes árabes enviaram um link do vídeo abaixo, que apresenta evidências abrangentes mostrando que Trump foi financiado ao longo de sua carreira pelos Rothschilds. Basicamente, alega que, quando os Rothschilds dizem para Trump saltar, ele pergunta "que altura?".
Disseram-nos que o novo chefe da filial londrina dos Rothschild, Nathaniel Rothschild, é um reformador. No entanto, a menos que tenhamos mais provas disso em suas palavras e ações, forneceremos às forças armadas americanas, as coordenadas para o lançamento de mísseis contra uma ilha, onde muitos membros dessa família estão se escondendo. Tirando esta ilha do mapa, juntamente com Zurique e Zug, a Suíça pode ser a chave da libertação da humanidade. Se os Rothschild, realmente, acham que estão trabalhando para os mocinhos, sugerimos fortemente que entrem diretamente contato com a Sociedade Dragão Branco e não através de representantes.
Numa nota final, esta semana, a polícia japonesa nos alertou sobre um post perturbador, publicado pelo ativista conhecido pelo codinome de Cobra. Cobra está dizendo aos leitores que podem se contatados por membros da "Resistência", que lhes dariam entre 10 a 15 minutos para juntar seus pertences pessoais. Depois disso, eles seriam acompanhados até uma entrada, situada num porão de algum prédio comercial, onde descendo escadas de 30 metros, acessariam uma entrada "high-tech". Lá, "o contatado, entraria por uma porta de alta tecnologia, sozinho. Seria solicitado a tirar suas roupas e deixar uma sacola com seus pertences pessoais numa bandeja especial. Então, seria solicitado a entrar numa 'cabine dotada com um chuveiro’. "Depois de ser" aceito na Resistência, o contatado não seria mais capaz de voltar à superfície, entrar em contato com a população da superfície ou até mesmo usar a rede de Internet/telefonia celular ".
Para muitos de nós, isso soa como dar um passeio no Cometa Hale-Bopp ou beber Kool-Aid em Jonestown (caso Jim Jones). O Cobra, quando contatado sobre isso por e-mail declarou o seguinte:
"Isso não é Jonestown. NÃO é um recrutamento em massa, é apenas um protocolo potencial para um grupo muito pequeno e selecionado de pessoas. As pessoas estão entendendo mal e estão exagerando."
Pode até ser, todavia, pessoalmente, acho que a ideia de entrar numa “cabine com chuveiro" e, depois perder todo o contato com o mundo exterior, cria associações com lugares como Auschwitz, na Polônia.

Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge

índice


“Copyright Zambon Editore”

PORTUGUÊS

GUERRA NUCLEAR: O DIA ANTERIOR

De Hiroshima até hoje: Quem e como nos conduzem à catástrofe

ÍNDICE

TRIBUTE TO A PRESIDENT


NA PRMEIRA PESSOA

Um auto retrato surpreendentemente sincero do Presidente da Rússia, Vladimir Putin

CONTEÚDO

Prefácio

Personagens Principais em 'Na Primeira Pessoa'

Parte Um: O Filho

Parte Dois: O Estudante

Parte Três: O Estudante Universitário

Parte Quatro: O Jovem especialista

Parte Cinco: O Espia

Parte Seis: O Democrata

Parte Sete: O Burocrata

Parte Oito: O Homem de Família

Parte Nove: O Político

Apêndice: A Rússia na Viragem do Milénio


The Putin interviews


The Putin Interviews
by Oliver Stone (
FULL VIDEOS) EN/RU/SP/FR/IT/CH


http://tributetoapresident.blogspot.com/2018/07/the-putin-interviews-by-oliver-stone.html




Q




Subtitles in CA/CH/CR/DE/EN/FI/FR/HE/IT/JP/NL/PL/PT/SH/SP/SV/TR

To get the subtitles please click upon the small dented wheel at the bottom right side of the video and choose your language.


FOX NEWS

Followers

Google+ Followers