bf pic

TRIBUTE TO A PRESIDENT


NA PRMEIRA PESSOA

Um auto retrato surpreendentemente sincero do Presidente da Rússia, Vladimir Putin

CONTEÚDO

Prefácio

Personagens Principais em 'Na Primeira Pessoa'

Parte Um: O Filho

Parte Dois: O Estudante

Parte Três: O Estudante Universitário

Parte Quatro: O Jovem especialista

Parte Cinco: O Espia

Parte Seis: O Democrata

Parte Sete: O Burocrata

Parte Oito: O Homem de Família

Parte Nove: O Político

Apêndice: A Rússia na Viragem do Milénio


HELSINKI

FOX NEWS

Thursday, February 12, 2015

Português -- BENJAMIN FULFORD: Janeiro 19, 2015



A guerra financeira está a chegar a uma fase crucial, a Suiça junta-se  à aliança do Pentágono/UK/BRICS


Ben Fulford: Janeiro 19, 2015

O mergulho radical do Euro, na semana passada, contra o iene, o dólar norte-americano e, especialmente, contra o franco suíço, é um indício claro de que a batalha para o controlo do sistema financeiro e do mundo está a chegar ao máximo. A manobra dos suiços para dissociarem o Franco do Euro resultou uma semana antes de uma reunião cimeira da elite, em Davos. A Suíça deve ser o assunto principal do discurso de Li Keqiang, o número 2 da China.

É a primeira vez em 5 anos, que o governo chinês envia qualquer individualidade significativa para Davos. O discurso vai concentrar-se na opinião da China sobre a situação internacional e vai oferecer possíveis soluções para vários problemas internacionais. Esta reunião de Davos intitula-se "Um Novo Contexto Global", um nome que significa claramente a intenção de dissociá-lo da Nova Ordem Mundial fascista. Em sessões à porta fechada, fontes do governo chinês dizem que Li estará a discutir a integração financeira sino/helvética. O que isso indica claramente, é que o mundo da banca suíça, incluindo o banco central que controla os principais bancos do BIS, juntou-se à aliança BRICS/UK/Pentágono.


Este acontecimento foi a maior jogada numa semana marcada por muitos acontecimentos dramáticos aparentemente não relacionados. Talvez a melhor maneira de compreender todos os outros incidentes caóticos e, muitas vezes bizarros, que aconteceram na semana passada, é pensar em termos de uma guerra de gangues. Em seguida, podem começar a ligar alguns pontos, mas não todos. Em primeiro lugar, lembrem-se que, no ano passado, Christine Lagarde, a autoridade máxima  do FMI, de nacionalidade francesa,  emitiu um ultimato aos parceiros em Washington DC, segundo o qual, ou concordavam em votar a reforma do FMI, ou em Janeiro o FMI avançaria sem eles. Em Janeiro o presidente francês, François Hollande, pediu aos EUA, o fim das sanções orquestradas contra a Rússia.

Imediatamente a seguir, aconteceu o falso ataque contra a revista francesa Charlie Hebdo. Seguiu-se uma campanha de relações públicas em massa, bem como uma reunião de líderes europeus e os chefes de alguns de seus estados clientes, como pode ser visto no link abaixo:

Observem que neste evento de Relações Públicas, não estavam presentes líderes americanos, russos, chineses, indianos, etc. Em vez disso, o que temos é uma reunião dos lacaios dos Rothschild.

São estas pessoas que estão a tentar agarrar o controlo do sistema financeiro do mundo, propondo usar os *SDRs emitidos pelo FMI, apoiados pelos recursos do mundo, para substituir o dólar norte-americano, também denominado yuan mundial. Esta facção está a exigir que se vote a reforma do FMI, mas, apenas uma reforma limitada de maneira a deixá-los firmemente implantados no comando.

De qualquer modo, após este grande espectáculo de falsidade e provocação de conflitos religiosos, um chefe de polícia francês suicidou-se.

Em seguida, os russos cortaram subitamente todo o fornecimento de gás à Europa através da Ucrânia, e disseram aos europeus que teriam de obter o gás através da Turquia e da Grécia.

Os russos também disseram aos gregos que, se deixassem o Euro, a Rússia comprar-lhes-ia enormes quantidades de produtos agrícolas. Estes dois lances russos chegaram pouco antes da eleição geral grega, que deverá votar num partido político que quer acabar com a escravidão da dívida daquele país à máfia do Euro.

Enquanto tudo isto aciontecia, o túnel do canal que liga a Inglaterra à França foi encerrado devido a fumo. Também nessa altura, uma frota de navios de guerra chineses estavam ancorados em Inglaterra.

Também houve algumas coisas bastante badaladas a acontecer na semana passada, com o Papa Francisco, nas Filipinas. Francisco foi fotografado a fazer um sinal satânico ao dizer que iria "dar um soco a alguém que insultasse a sua mãe".
Isto ocorreu logo após o Papa por pouco não ter tido um acidente, quando o seu avião, misteriosamente, ultrapassou a pista ao aterrar nas Filipinas.

Além disso, o Papa foi forçado a cancelar um discurso destinado a confortar os sobreviventes de um tufão, devido à aproximação de um novo tufão!

Vale a pena notar que, Marco Di Mauro, oficial senior da loja maçónica P2, convidou este escritor para um encontro com o Papa durante a sua visita às Filipinas. No entanto, Di Mauro desapareceu misteriosamente antes da chegada do Papa e nenhuma reunião pode ser estabelecida. Di Mauro foi às Filipinas à procura de ouro para apoiar um novo sistema financeiro sob o controlo do P2 e do Vaticano. Possivelmente algum poder superior pensou que não era boa idéia.

Claramente, quer os europeus, quer os maçons P2 estão sob algum tipo de ataque multi-facetado com o objectivo de impedi-los de manter ou recuperar, o controlo do sistema financeiro internacional.

Qual é a situação nos EUA? Bem, as coisas também não estão famosas para os bandidos em Washington DC.

Durante muito tempo e mesmo agora, eles estão a mentir com todos os dentes que têm na boca, sobre a situação económica, visto que continua a deteriorar-se. Mais uma vez o prazo de pagamento de 31 de Janeiro está a chegar e eles estão a esbravejar. Como os leitores dos boletins de notícias salientaram, o IRS está a insinuar que pode ter de encerrar devido à falta de fundos.

Além disso, na semana passada, alguns homens armados dispararam vários tiros em casa do vice-presidente dos EUA, Joe Biden. Isso aconteceu no meio de uma crise de pessoal em curso, no Serviço Secreto.

Também surgiu um enorme documento e provas de irresponsabilidade em curso contra George Bush Senior e o seu grupo denominado neo-conservador nazi. Bush não foi visto a sair do hospital e muitas pessoas da sua rede, que se esconderam aterrorizadas, estão agora a sair dos esconderijos.

O FBI e o Departamento de Justiça disseram que vão instaurar um processo crime contra David Petraeus, o ex-general e chefe da CIA, de acordo com vários relatos da comunicação mediática corporativa/mídia. No entanto, nem o FBI nem o Departamento de Justiça, tal como são dirigidos actualmente, têm a autoridade moral necessária para impor essas acusações.

O Pentágono e as diversas agências precisam ser submetidas à Justiça Militar para acusar criminosos de guerra como Bush Jr., Donald Rumsfeld etc.,  para que não se torne uma caça às bruxas generalizada. A Justiça Militar também têm as ferramentas legais necessárias para afastar os políticos corruptos de Washington DC, indivíduos como George Soros, que foi reconhecido como uma das pessoas que estava a espalhar dinheiro para tentar provocar conflitos raciais em Ferguson, e todos eles precisam ser presos como criminosos de delitos comuns, que é o que  realmente eles são.

Logo que isto seja feito, o Pentágono e a agência dos ‘chapéus brancos’ (marca ou simbolo de bondade) têm o dever de restaurar a República dos Estados Unidos da América e certificar-se de que ela emite moeda do governo para substituir o dólar americano que já não existe há muito.

O governo da Cabala no mundo em geral, também pode terminar em breve, se for levado a cabo um esforço concertado pela aliança UK/BRICS/Pentágono.

Os cabalistas que veneram Satanás, estão agora a preparar-se para um ataque  juntamente com o criminoso de guerra Benyamin Netanyahu, como foi visto na grande reportagem fotografada em Paris.

O primeiro-ministro japonês escravizado, Shinzo Abe, foi convocado por  Israel para se encontrar com o escravo que o orienta, Netanyahu, que irá ordenar a Abe para continuar a saquear o sistema financeiro japonês a favor dos satanistas. Netanyahu, como já foi mencionado anteriormente, é o homem que ameaçou destruir todas as centrais nucleares do Japão, a não ser que o país entregasse as suas reservas em moeda estrangeira. Por essa razão e por muitas outras, o impulso para afastar Netanyahu deve continuar até que essa fera esteja, finalmente, na jaula que lhe pertence.

O mesmo é verdade para a família gangster que deu o seu nome ao país, a Arábia Saudita. Insha'Allah, os descendentes de Ibn Saud serão arrastados das suas casas e mortos pelo seu povo, se não pegarem em armas contra os satanistas Wahab.
Globalmente, porém, a batalha para derrubar a cabala alcançou a fase de limpeza com apenas algumas recusas isoladas para cuidar.


Logo que tudo esteja concluído, pode começar uma enorme campanha para acabar com a pobreza, impedir a destruição ambiental e transformar a Terra no paraíso a que estava destinada.

Tradutora: Maria Luísa de Vasconcellos
Email: luisavasconcellos2012@gmail.com

bruxelles

índice


“Copyright Zambon Editore”

PORTUGUÊS

GUERRA NUCLEAR: O DIA ANTERIOR

De Hiroshima até hoje: Quem e como nos conduzem à catástrofe

ÍNDICE

Followers

Google+ Followers